Bula de Remédio: Carvedilol


_

CARDILOL®, CARVEDILAT®,COREG®, DIVELOL®,ICTUS®, KARVIL®.

GRUPO FARMACOLÓGICO
Anti-hipertensivos; bloqueador dos receptores a e b-adrenérgicos.

APRESENTAÇÕES E PREÇOS COMERCIAIS
Cpr de 3,125 (30 cpr R$ 19,10), 6,25 (30 cpr R$ 22,16), 12,5 (30 cpr R$ 25,59) e 25 mg (30 cpr R$ 30,51).

APRESENTAÇÕES/PREÇOS GENÉRICOS
Cpr de 3,125 (15 cpr R$ 14,17), 6,25 (15 cpr R$ 15,91), 12,5 (15 cpr R$ 18,30) e 25 mg (15 cpr R$ 23,89).

USO
HAS e ICC.

CONTRAINDICAÇÕES RELATIVAS
Bradicardia grave, bradiarritmias, bloqueio de 2o ou 3o graus sem marcapasso, asma brônquica, ICC sintomática, choque cardiogênico. Não é recomendado quando houver doença hepática ativa, gestação no 2o e 3o trimestres (categoria de risco D).

POSOLOGIA
HAS: 12,5-50 mg, VO, a cada 12 h. ICC: 3,125-25 mg, VO, a cada 12 h. Se bem tolerada, a dose deve ser dobrada a cada 2 semanas e, assim, progressivamente até uma dose máxima de 25 mg, 2x/dia. O objetivo da terapêutica betabloqueadora na ICC é a obtenção da dose máxima tolerada (25 mg, 2x/dia), que, comprovadamente, reduz a mortalidade e melhora a fração de ejeção em comparação com doses menores (6,25 mg e 12,5 mg, 2x/dia). Dose máxima: < 85 kg – 50 mg/dia; > 85 kg – 100 mg/dia.

MODO DE ADMINISTRAÇÃO
VO. Administrá-lo com as refeições para evitar hipotensão.

EFEITOS ADVERSOS
Broncoespasmo, bradicardia, bloqueios AV, depressão miocárdica, insônia, pesadelos, depressão, astenia, impotência, intolerância à glicose, hipertrigliceridemia, redução do HDL-c, HAS rebote. Em pacientes com ICC, o carvedilol pode ter efeito mais hipotensor do que o metoprolol e bisoprolol (efeito alfabloqueador).

Broncoespasmo, bradicardia, bloqueios AV, depressão miocárdica, insônia, pesadelos, depressão, astenia, impotência, intolerância à glicose, hipertrigliceridemia, redução do HDL-c, HAS rebote. Em pacientes com ICC, o carvedilol pode ter efeito mais hipotensor do que o metoprolol e bisoprolol (efeito alfabloqueador).

COMENTÁRIO
• As concentrações de digoxina são aumentadas em cerca de 15% quando associada ao carvedilol. Portanto, a monitoração mais rigorosa da digoxina é recomendada quando do início, ajuste ou descontinuação de carvedilol.
• Apresenta a vantagem de poder ser usado na IR sem a necessidade de ajuste da dose para a função renal.



Categoria: Medicamentos.

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>