Bula de Remédio: Ciprofloxacino


_

Besflox®, Cifloxatil®, Cifloxtron®, Cipro®, Cipro XR®, Ciprobiot®, Ciprocilin®, Ciprofar®, Ciproflan®, Ciproflonax®, Ciproflox®, Ciprofloxatrin®, Ciprofloxil®, Cipromizin®, Cipronid®, Ciproxan®, Proflox®, Quiflox®, Quinoflox®.

Receituario Especial

GRUPO FARMACOLÓGICO
Antibacteriano; quinolona.

APRESENTAÇÕES E PREÇOS COMERCIAIS
Cpr de 250 (14 cpr R$ 31,19), 500 (14 cpr R$ 30,26) ou 1.000 mg (7 cpr R$ 174,64); solução injetável de 2 mg/mL com 100 mL (R$ 56,17) ou 200 mL (R$ 132,05).

GENÉRICOS E APRESENTAÇÕES/PREÇOS
Ciprofloxacino (solução injetável de 2 mg/mL com 100 mL [6 bolsas R$ 174,21] ou 200 mL [6 bolsas R$ 348,40]); Cloridrato de ciprofloxacino (cpr revestidos de 250 [14 cpr R$ 21,32] e 500 mg [14 cpr R$ 32,03]).

APRESENTAÇÕES/PREÇOS FARMÁCIA POPULAR
Cpr de 500 mg (1 cpr R$ 0,38).

ESPECTRO
O ciprofloxacino é a quinolona com maior atividade, in vitro, contra bacilos Gram-negativos aeróbios. A maioria das Enterobacteriaceae é sensível, assim como outros Gram–negativos, entre eles Haemophilus influenzae, Shigella sp., Salmonella sp., Brucella sp., Legionella sp., Neisseria sp., Moraxella sp., Campylobacter sp., Vibrio sp. e Aeromonas sp. Ativo contra Pseudomonas aeruginosa, mas outras Pseudomonas são menos sensíveis. No entanto, as taxas de resistência estão aumentando rapidamente, principalmente em enterobactérias e Pseudomonas sp. Staphylococcus aureus e Staphylococcus coagulase-negativos sensíveis à oxacilina geralmente são sensíveis. Atividade moderada contra Ureaplasma urealyticum, Mycoplasma hominis e Chlamydia trachomatis. Ativa contra Mycobacterium tuberculosis, Mycobacterium kansasii e Mycobacterium fortuitum. Muito ativa contra Gardnerella vaginalis. Pouco ativa contra Streptococcus em geral, Enterococcus sp., Chlamydia pneumoniae e Mycoplasma pneumoniae. Pouca ou nenhuma atividade contra bactérias anaeróbias.

USO
Infecções complicadas do trato urinário que envolvem bactérias Gram-negativas resistentes, como P. aeruginosa; prostatite bacteriana crônica refratária a outros antibióticos orais; osteomielite crônica causada por múltiplas bactérias, incluindo Gram-negativas resistentes, e infecções da pele e de tecidos moles em diabéticos (associada a drogas com boa atividade contra estreptococos); diarreias bacterianas, incluindo a “diarreia do viajante”; febre tifoide; otite externa invasiva em pacientes com diabete e exacerbações infecciosas em pacientes com fibrose cística. É eficaz na erradicação do meningococo da orofaringe.

CONTRAINDICAÇÃO
Hipersensibilidade aos componentes da fórmula. Em animais de laboratório, as quinolonas causaram erosões das cartilagens de crescimento, mas esse efeito nunca foi relatado em seres humanos. Assim, as quinolonas podem ser usadas em pediatria se não houver opção adequada e se os benefícios forem indiscutíveis.

POSOLOGIA
Há evidências de que as crianças entre 1-6 anos de idade metabolizam o ciprofloxacino mais rapidamente do que os adultos, precisando de doses proporcionalmente maiores e intervalos de administração menores. Sugere-se 30-45 mg/kg/dia, de 8/8 h, EV; ou 30-60 mg/kg/dia, VO, a cada 8 ou 12 h. Nas outras faixas etárias, pode-se utilizar 20-30 mg/kg/dia, VO ou EV, em 2 administrações. Se ocorrer artralgia ou artrite, a droga deve ser suspensa. Adultos: 400-500 mg, EV, de 12/12 h, chegando a 400 mg, EV, de 8/8 h, em casos muito graves; 250-750 mg, VO, de 12/12 h. Para erradicação do meningococo da orofaringe, dose única de 500 mg, VO.

MODO DE ADMINISTRAÇÃO
VO. Recomenda-se que a administração seja 2 h após as refeições. As soluções parenterais somente devem ser administradas via EV direta ou por infusão. Os diluentes compatíveis são SF 0,9%, SG 5%, SGF e solução de Ringer com ou sem lactato. Observar uma concentração final de 1-2 mg/mL de solução e infundir em 30-60 min.

EFEITOS ADVERSOS
Dispepsia, náuseas, vômitos, elevação das transaminases, dor abdominal e diarreia. Enterocolite por Clostridium difficile é rara. Reações de hipersensibilidade, como exantema, prurido, febre, fotossensibilidade, urticária e anafilaxia são raras. Pode ocorrer neurotoxicidade, com alterações do estado mental e alucinações, especialmente em idosos e pacientes usando doses máximas. Podem ocorrer artralgia e artrite reversíveis. Eosinofilia e leucopenia têm sido descritas, desaparecendo com a suspensão da droga.

RECEITUÁRIO
Receita Branca de Controle Epecial em 2 vias.



Categoria: Medicamentos.

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>