Bula de Remédio: Levodopa


_

Carbidopa + levodopa:CRONOMET®, Duodopa®, Levocarb®, PARKIDOPA®,SINEMET®. Benserazida + levodopa: PROLOPA®,PROLOPA HBS®, Prolopa dispersível®.
Carbidopa/Levodopa.
Carbidopa + levodopa.

Receituario Especial

GRUPO FARMACOLÓGICO
Antiparkinsoniano; precursor dopaminérgico, a levodopa, através da enzima L-aminoácido-descarboxilase, é convertida em dopamina no estriado. Os inibidores da dopa-descarboxilase, benserazida e carbidopa, inibem a conversão periférica da levodopa em dopamina.

APRESENTAÇÕES E PREÇOS COMERCIAIS
Carbidopa + levodopa: cpr de 50+200 mg (20 cpr R$ 46,26) e 25 + 250 mg (30 cpr R$ 33,10). Benserazida + levodopa: cpr de 50 + 200 mg (30 cpr R$ 45,50) e 25 + 100 mg (30 cpr R$ 61,31).

APRESENTAÇÕES/PREÇOS GENÉRICOS
Cpr de 25 + 250 mg (30 cpr R$ 28,32).

APRESENTAÇÕES/PREÇOS FARMÁCIA POPULAR
Cpr de 25 + 250 mg (1 cpr R$ 0,48).

USO
Doença de Parkinson, síndromes parkinsonianas.

CONTRAINDICAÇÃO
Glaucoma de ângulo fechado, uso prévio de IMAO nos últimos 14 dias, lesão maligna suspeita, história de melanoma.

POSOLOGIA
Em relação à levodopa, iniciar com 100 mg, 3x/dia. A dose de manutenção varia de 400-1.600 mg/dia, dividida em intervalos de 2-6 h. Observar cuidadosamente em caso de descontinuação abrupta.

MODO DE ADMINISTRAÇÃO
VO. Administrar 1 h antes ou 1,5 h após as refeições.

EFEITOS ADVERSOS
Os mais comuns (> 1%) incluem discinesias, náuseas, alucinações, confusão, tonturas, coreia, boca seca; alterações do sono, distonia, sonolência, insônia, astenia, depressão, vômitos, anorexia. Outros efeitos incluem entorpecimento, tremor das mãos, contrações musculares, cãibras, paranoia, demência, psicose, sialorreia, disfagia, constipação, diarreia, sangramento gastrintestinal, úlcera duodenal, hipotensão ortostática, sudorese, alopecia, erupção cutânea, rubor facial, retenção urinária, incontinência urinária, priapismo, diplopia, midríase, fraqueza, síncope, arritmias, cefaleia, melanoma maligno, leucopenia, anemia, trombocitopenia, agranulocitose.

RECEITUÁRIO
Receita de Controle Especial em duas vias.

COMENTÁRIO
Pacientes com grandes flutuações no efeito do medicamento ao longo do dia (fenômeno on-off) devem receber doses menores e mais frequentes (a cada 2 h).
É recomendada a monitoração hepática, renal e hematológica periódica.
Usar com cautela em pacientes com doença cardiorrespiratória concomitante.



Categoria: Medicamentos.

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>