Bula de Remédio: Rifamicina


_

RIFAN® , RIFASAN® , Rifocina M®, Rifocina IV®.

Receituario Especial

GRUPO FARMACOLÓGICO
Antibacteriano.

APRESENTAÇÕES E PREÇOS COMERCIAIS
Amp de 1,5 mL com 50 mg (5 amp R$ 12,43); amp de 3 mL com 50 mg (5 amp R$ 18,00); amp de 3 mL com 250 mg (5 amp R$ 33,87); fr de 20 mL com 10 mg/mL (R$ 10,20).

APRESENTAÇÕES/PREÇOS GENÉRICOS
Fr com 20 mL com 10 mg/mL (R$ 10,20).

ESPECTRO
Boa atividade contra Streptococcus pneumoniae e Streptococcus sp., assim como contra Staphylococcus sp. Ativo contra Mycobacterium tuberculosis. Não tem boa atividade contra Enterococcus sp., Clostridium sp. e germes Gram-negativos.

USO
Alternativa parenteral para pacientes que não podem usar rifampicina por VO ou enteral (basicamente, na tuberculose e como medicação adjunta nas infecções estafilocócicas não responsivas ao tratamento usual). Inadequada para tratamento de meningites (baixa penetração no líquido cerebrospinal).

CONTRAINDICAÇÃO
Uso concomitante de amprenavir, saquinavir, ritonavir (e possivelmente de outros IPs).

POSOLOGIA
10-30 mg/kg/dia, EV, divididos de 8/8 ou 12/12 h.

MODO DE ADMINISTRAÇÃO
IM ou infusão EV. A forma disponível para administração em infusão EV apresenta-se em ampolas de 10 mL, que devem ser diluídas em SF 0,9% ou SG 5%, observando-se uma concentração final de 1-5 mg/mL. Infundir em 30-180 min.

EFEITOS ADVERSOS
Geralmente é bem tolerada. Pode ocorrer hipersensibilidade, com erupções cutâneas, e, raramente, edema de glote e anafilaxia. Distúrbios gastrintestinais, como náuseas, vômitos, diarreia e hepatotoxicidade (aumento das transaminases e hiperbilirrubinemia) podem ocorrer. A medicação pode corar a pele, a urina, as lágrimas (e lentes de contato) e as mucosas de cor laranja ou vermelho-alaranjada.

RECEITUÁRIO
Receita Branca de Controle Epecial em 2 vias.

COMENTÁRIO
Diferentemente da rifampicina, não tem boa penetração no SNC.
Não deve ser usada isoladamente no tratamento de infecções bacterianas, especialmente nas estafilocócicas, pois, nessa situação, ocorre rápido desenvolvimento de resistência.
O uso tópico está contraindicado por não haver estudos adequados, pela seleção de micro-organismos resistentes e pelo risco de reações adversas.



Categoria: Medicamentos.

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>