Bula de Remédio: Sulfametoxazol-Trimetoprima (Cotrimoxazol)


_

Bacfar®, Bactrim®, Bactrim F®, Bactrisan®, Dietrin®, Infectrin®, Infectrin F®, Mapitrim®, Metoprin®, Quiftrim®, Septiolam®.
Sulfametoxazol+trimetoprima.
Sulfametoxazol + trimetoprima.

Receituario Especial

GRUPO FARMACOLÓGICO
Antibacteriano; sulfonamida.

APRESENTAÇÕES E PREÇOS COMERCIAIS
Cpr com sulfametoxazol 400 mg + trimetoprima 80 mg (20 cpr R$ 15,68), sulfametoxazol 800 mg + trimetoprima 160 mg (10 cpr R$ 15,37); susp oral com 200 mg de sulfametoxazol + 40 mg de trimetoprima em 5 mL de 100 mL ou 400 mg + 80 mg/5 mL (R$ 12,40).

APRESENTAÇÕES/PREÇOS GENÉRICOS
Cpr com sulfametoxazol 400 mg + trimetoprima 80 mg ou sulfametoxazol 800 mg + trimetoprima 160 mg (20 cpr R$ 5,78); susp oral com 200 mg de sulfametoxazol + 40 mg de trimetoprima ou 400 mg + 800 mg em 5 mL – fr de 60 mL (R$ 3,48) ou 100 mL (R$ 5,66).

APRESENTAÇÕES/PREÇOS FARMÁCIA POPULAR
Cpr de 400 + 80 mg (20 cpr R$ 7,99); fr de 60 ou 100 mL susp oral com 200 mg + 40 mg/5 mL (R$ 7,83).

ESPECTRO
Ativo contra cocos Gram-negativos e Gram-positivos, mas com resistência crescente. Pneumocystis carinii (P. jirovecii), Listeria monocytogenes e Moraxella catarrhalis são sensíveis, assim como muitas cepas de Escherichia coli, Proteus sp., Enterobacter sp., Salmonella sp., Shigella sp., Pseudomonas pseudomallei, Serratia sp., Alcaligenes sp., Klebsiella sp., Brucella abortus, Pasteurella haemolytica, Yersinia pseudotuberculosis, Yersinia enterocolitica e Nocardia asteroides. Ativo contra Paracoccidioides brasiliensis. Fármaco de escolha contra Stenotrophomonas maltophilia e Burkholderia cepacia. Não age contra anaeróbios.

USO
Infecções respiratórias, gastrintestinais e urinárias, sinusite, otite média, prostatite, orquite e epididimite. Infecções por N. asteroides, uretrite ou cervicite por Neisseria gonorrhoeae, linfogranuloma venéreo e cancroide. Tratamento e profilaxia das infecções por P. carinii. Profilaxia da “diarreia do viajante”, de infecções urinárias e de exacerbações de infecções agudas em pacientes com bronquite crônica. Brucelose, infecções do trato biliar, osteomielite aguda e crônica, infecções por P. brasiliensis.

CONTRAINDICAÇÃO
Porfiria, anemia megaloblástica devido à deficiência de ácido fólico, crianças com < 2 meses, IR grave, disfunção hepática, gestação a termo (categoria de risco D). POSOLOGIA Adultos: 800 mg de sulfametoxazol + 160 mg de trimetoprima, de 12/12 h, por 10-14 dias, para a maioria das infecções. > 2 meses de idade: infecções leves a moderadas, 6-12 mg/kg/dia do componente trimetoprima, em 2 administrações. Profilaxia da pneumocistose: 150 mg/m2/dia de trimetoprima, a cada 12 ou 24 h, 3x/semana, em dias consecutivos ou alternados. Profilaxia de infecção do trato urinário: 2 mg/kg de trimetoprima/dia ou 5 mg/kg, 3x/semana. Pneumocistose: usar 75-100 mg/kg de sulfametoxazol, mais 15-20 mg/kg de trimetoprima/dia, divididos de 6/6 ou 8/8 h, durante 14-21 dias.

MODO DE ADMINISTRAÇÃO
VO. A administração deve ser feita 1 h antes ou 2 h após as refeições ou de estômago vazio. A formulação injetável atualmente não se encontra mais disponível no nosso meio. Não administrar pelas vias IM e EV direta. As soluções para infusão podem ser obtidas por diluição do conteúdo das ampolas em SF 0,9%, SG 5%, SGF ou solução de Ringer, observando-se uma concentração final entre 2,4-5,3 mg de sulfametoxazol por mL. Infundir por 30-90 min.

EFEITOS ADVERSOS
Anemia aplásica, anemia hemolítica, anemia macrocítica, alterações de coagulação, granulocitopenia, agranulocitose, púrpura, púrpura de Henoch-Schönlein, trombocitopenia, leucopenia e sulfemoglobinemia. Os receptores de transplante renal podem sofrer grave toxicidade hematológica. A maioria dos paraefeitos envolve a pele, podendo causar dermatite esfoliativa; a síndrome de Stevens-Johnson e a necrólise epidérmica tóxica (síndrome de Lyell) são raras e ocorrem, principalmente, em indivíduos idosos. Náuseas e vômitos são as reações gastrintestinais mais frequentes. Diarreia é rara; glossite e estomatite são relativamente comuns. Também ocorrem hepatite alérgica colestática, cefaleia, alucinações, depressão e vertigem. Em pacientes com doença renal prévia, pode haver diminuição permanente da função renal e cristalúria. Pode haver acidose tubular renal e anafilaxia.

RECEITUÁRIO
Receita Branca de Controle Epecial em 2 vias.

COMENTÁRIO
Penetra bem no fluido cerebrospinal, no escarro e na secreção prostática; também atinge alta concentração na bile.
Pode ser associado à rifampicina para o tratamento de infecções por Staphylococcus aureus resistentes à oxacilina, desde que sensíveis tanto ao sulfametoxazol + trimetoprima quanto à rifampicina.
Não há evidências de que sulfametoxazol-trimetoprima, nas doses recomendadas, induza deficiência de ácido folínico em pessoas sadias, mas o uso do último pode prevenir o surgimento de trombocitopenia, de anemia e de leucopenia.
Em pacientes com deficiência de G6PD e de folato, em uso de pirimetamina ou de outras medicações citopênicas, pode haver grave depressão da medula óssea e discrasias sanguíneas.



Categoria: Medicamentos.

3 Comentários em Bula de Remédio: Sulfametoxazol-Trimetoprima (Cotrimoxazol)

  1. È Muito Bom Saber Sobre Medicamentos Pela Internet

  2. HERONDINA CARVALHO :

    Boa tarde!
    Solicito, por gentileza, contato para encaminhar pedido de orçamento.
    Grata,
    Herondina.

  3. TODA VEZ QUE SOU CONSULTADO POR UM MÉDICO CONSULTO NA NET O MEDICAMENTO QUE ELE PRESCREVEU E PARA QUE SERVE, E SEU EFEITO COLATERAL

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>