Doenças do Metabolismo – Incontinência Urinária


_

De forma geral a incontinência urinária (ou IU) ocorre quando, a pressão dentro da bexiga excede aquela que se verifica dentro da uretra ou seja há um aumento considerável da pressão para urinar dentro da bexiga, isso ocorre durante a fase de enchimento do ciclo de micção.

É definida como a perda involuntária de urina, provocando por vezes certo constrangimento à pessoa.

A incontinência urinária também pode ser designada de Enurese. E ocorre com certa frequência à noite, principalmente entre os idosos.

Dia 14 de Março é considerado o Dia Mundial da Incontinência Urinária

TIPOS

Existem vários tipos de IU. Os três mais comuns são:

Bexiga hiperativa, causada por contrações inadequadas do músculo detrusor durante a fase de armazenamento do ciclo miccional – Processo inical anterior ao ato de urinar;

Incontinência de esforço, relacionada com a disfunção do esfíncter uretral, ou seja um afrouxamento muscular do esfíncter;

Incontinência mista, que resulta da combinação destas duas situações.

Há outros tipos de IU que incluem:

Incontinência de sobrefluxo – Quando o excesso de urina normalmente retido na bexiga, sai involuntáriamente;

Gotejamento pós-miccional – Causado em parte por disfunção do esfíncter;

Incontinências diurna e noturna (enurese noturna), nas crianças – Ocorre com maior frequencia em crianças devido a um estado emocional de insegurança por exemplo ou inflamação da bexiga.

INCIDÊNCIA

A incidência é variada, em ambos os sexos e idade, porem o fato de ocorrer com maior incidencia em pessoas idosas, não significa em ser essa uma doença de idoso, pois também ocorre muito frequentemente em crianças.

Enurese noturna na infância

A incidência de enurese noturna diminui progressivamente na infância. Aos 6 anos de idade, 5% das crianças apresentam enurese noturna (NG, 2005; REIMÃO, 1996; TOUCHETTE, 2005).
Enurese noturna na infância e estágio de sono

A criança com enurese noturna urina durante os estágios de sono não-REM (estágios 2, 3, e 4 de sono)(NG, 2005; REIMÃO, 1996).

TRATAMENTO

Consiste numa assistência médica por parte de um urologista, que diagnosticará a doença e aplicará a forma de tratamento mais adequada. Podendo em alguns casos haver a necessidade de intervenção de um Fisioterapeuta e Psicólogo.

SOLUÇÃO PALIATIVA

Podem ser usadas as peças de roupa Retex como solução paliativa, para a convivência, assim como durante o processo de tratamento da Incontinência Urinária.

LIGAÇÕES EXTERNAS

Associação Portuguesa de Neurourologia e Uroginecologia.

Conteúdo retirado do site Wikipedia, de acordo com a GNU Free Documentation License.



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>