Exames de Eletrólitos – Ceruloplasmina – Ceru


_

VALORES DE REFERÊNCIA

22–58 mg/dL (220–580 mg/L SI)

DESCRIÇÃO

A ceruloplasmina é uma proteína alfa2-globulina que transporta o cobre. Ela também regula a captação de ferro pela transferrina. Testes para ceruloplasmina dão informação diretas sobre a quantidade de cobre no soro sanguíneo. Níveis de ceruloplasmina aumentam durante momentos de estresse, infecção e gravidez. Este teste é utilizado para auxiliar no diagnóstico da doença de Wilson, uma síndrome hereditária em que diminuem os níveis de ceruloplasmina fabricados pelo fígado. Sem ceruloplasmina para transportá-lo, o cobre se acumula nos tecidos do cérebro, olhos, rins e fígado. Uma das marcas desta doença é a presença de depósitos de cobre em torno da íris do olho, conhecida como anéis de Kayser-Fleischer.

ALTERAÇÕES:
VALORES AUMENTADOS

Câncer
Cirrose
Infecção
Inflamação (artrite reumatóide)
Gravidez
Colangite esclerosante primária
Estresse
Tireotoxicose
Drogas: estrogênio, metadona, contraceptivo oral, fenitoina

VALORES DIMINUIDOS

Kwashiorkor
Má absorção
Síndrome de Menkes
Doença hepática
Doença de Menke
Síndrome nefrótica
Crianças normais (menos de 6 meses)
Doença de Wilson

OBSERVAÇÕES

Não é necessário jejum.
Hemólise da amostra pode alterar os resultados do teste.

RECIPIENTE DE COLETA

Tampa Amarela

Gel separador com ativador de coágulo. Homogeinizar o tubo por inversão 5 vezes.



Categoria: Eletrólitos, Exames.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>