Exames de Endocrinologia – Tiroxina Livre – T4 L


_

VALORES DE REFERÊNCIA

0.7–1,5 ng/dL

DESCRIÇÃO

O TSH estimula a produção e liberação de triiodotironina (T3) e tiroxina (T4) pela tireóide. A tiroxina (T4) é o mais abundante dos hormônios da tireóide. Há dois tipos de tiroxina: tiroxina livre e a porção ligada às proteínas plasmáticas. Menos de 0,05% da tiroxina total não está ligada às proteínas plasmáticas. Esta porção é conhecida como “tiroxina livre” e é o único tipo de tiroxina biologicamente ativa.

ALTERAÇÕES:
VALORES AUMENTADOS

Fase precoce da doença de Hashimoto
Produção ectópica
Doença de Graves
Hipertireoidismo
Hipertireoidismo iodo induzido
Tireoidite
Bócio multinodular tóxico
Drogas: amiodarona, androgênios, carbamazepina, corticosteróides, danazol, estrógenos, furosemida, heparina, contraceptivos orais, fenitoína, propranolol, corantes radiográficos, tamoxifeno, tiroxina, ácido valpróico

VALORES DIMINUIDOS

Amiloidose
Bócio
Tireoidite de Hashimoto
Hemocromatose
Hipotireoidismo
Esclerodermia
Drogas: amiodarona, esteróides anabolizantes, carbamazepina, corticosteróides, estrógeno, lítio, fenobarbital, fenitoína, ranitidina

OBSERVAÇÕES

Não é necessário jejum.
Varredura com radionuclídeos dentro de 1 semana antes do teste pode alterar os resultados.

RECIPIENTE DE COLETA

Tampa Amarela
Gel separador com ativador de coágulo. Homogeinizar o tubo por inversão 5 vezes.



Categoria: Endocrinologia, Exames.

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>